ARTIGOS

Poder das Médias

Autor: Wilson M. Poit - Data: 18/02/2013

 

Médias empresas com potencial para atrair investimentos estão por todo o país. No Ceará, refinaria, siderúrgica e a Zona de Processamento de Exportações (ZPE) são alvos dos fundos entre as empresas com potencial de crescimento. No Nordeste, região de muitas empresas com gestão familiar, a cultura do venture capital aos poucos ganha espaço.

A indústria de private equity & venture capital permite aos empreendedores a fonte ideal de recursos para acelerar o crescimento dos negócios ao vender uma fração na sociedade para fundos que compram participações em empresas. Das Minas Gerais, destaques para biotecnologia, agronegócio e tecnologia. É de lá que a DLM Invista Asset Management S/A, gestora de recursos financeiros independente, acaba de concluir a primeira fase da captação (R$ 180 milhões) de seu primeiro fundo de private equity, o DLM Brasil TI.

O foco é investir em empresas de software ou serviços baseados em software, que tenham faturado entre R$ 15 milhões e R$ 150 milhões no ano fiscal anterior à análise de investimento (growth capital), além de receita acima de 25% nos últimos três anos. O objetivo do fundo é investir entre R$ 10 milhões e R$ 40 milhões por empresa, visando acelerar o processo de crescimento das investidas.

Os fundos de investimento têm cerca de R$ 3 bilhões reservados para aportar em empresas brasileiras emergentes

medias

Requisitos

Paulo Caputo, sócio da DLM e responsável pelo fundo, fala dos requisitos necessários para a escolha das empresas. “É preciso ter um time diferenciado, com desejo de permanecer na empresa e liderar o processo de crescimento”. Entre as regiões mais cobiçadas, Caputo ressalta São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Pernambuco, Paraná e Rio de Janeiro.

Sobre os impactos e como o venture capital pode alavancar projetos e negócios, a DLM tem como filosofia unir conhecimento do setor alvo de investimento em parceria com os empreendedores. “Aliado ao capital de longo prazo, nossa equipe agrega expertise, uma ampla rede de relacionamento, acesso às novas rodadas de investimentos por meio de co-investidores e estratégia de acesso ao mercado de capitais e operações de M&A”, acrescenta. Para a negociação com investidores, a DLM ressalta que é importante demonstrar o valor agregado do produto para os clientes e sua efetividade comercial, além de perspectivas de mercado – possibilidade de crescimento e teses de M&A e perspectivas claras de saída.

Administradora de fundos de investimento, a também mineira FIR Capital atua em uma fase anterior e complementar ao alvo de investimentos dos fundos de private equity, investindo tipicamente em pequenas e médias empresas com receita anual de até R$ 150 milhões, diz o gestor, André Emrich.

Seleção

Ele explica que o processo de seleção de um investidor ou fundo é mais análogo à seleção dos gestores-chave da companhia do que o de uma instituição financeira na busca de financiamento. “Ao invés de guiar-se pela diretriz de quanto dinheiro se pode levantar junto ao fundo, o empreendedor deve se pautar pela riqueza que poderá ser construída a partir do investimento”.

Emrich detalha que os fundadores do negócio devem sempre ter em mente que os investidores serão um elemento importante no processo contínuo de tomada de decisões da empresa, o que pode ser muito enriquecedor dada a experiência que os gestores acumulam em seus diversos nichos de atuação.  “No entanto, há algumas características importantes que os gestores buscam nas empresas-alvo para investimento, principalmente na figura do empreendedor, como liderança, visão de negócios, integridade, receptividade para novas ideias e dedicação”.

 

"Num país grande como o Brasil e neste momento em que investidores de todo o mundo procuram oportunidades e empresas preparadas aqui, a B2L transmite confiança e faz as conexões necessárias em todas as regiões, abrindo portas,  fechando negócios seguros e com criação de valor para os acionistas e empreendedores."

Wilson M. Poit - Empresário da Poit Energia Empreendedor do Ano – Endeavor