SÓCIOS NA MÍDIA

Sócio Raul Astutti no Jornal "Diário de Cuiabá" - Fundos de Olho no MT

Fonte: Diário de Cuiabá - Data: 15/09/2014

Fundos de olho em MT

Investimentos estão aportando em diferentes segmentos da atividade econômica mato-grossense

CRISTINA FREITAS
Especial para o Diário


O Brasil está crescendo, e muito, fora dos grandes polos econômicos como São Paulo e Rio de Janeiro. Com destaque para as pequenas e médias empresas, que têm se desenvolvido mais do que as grandes companhias nos últimos anos. São elas o motor de economia e a fonte de progresso que chega cada vez mais a todo interior do país. E Mato Grosso não fica atrás. O Estado vem acompanhando essa evolução rumo ao interior. Várias cidades mato-grossenses estão no radar dos fundos de investimentos, e o foco não se concentra apenas na cadeia do agronegócio.

De acordo com o sócio da B2L Investimentos S.A, em Mato Grosso, Raul Delgado, vamos negócios estão em andamento e a previsão é que de em cerca de três anos estejam executados. "Os negócios que estou conduzindo aqui em Mato Grosso alcançam o montante aproximado de R$ 350 milhões”. A B2L Investimentos S.A é uma empresa que possui uma carteira de negócios de R$ 4,3 bilhões. As áreas em estudo e ou já com clara intenção de negócios vão do varejo à educação, passando pelo agronegócio, infraestrutura, saúde e construção civil.

Em Mato Grosso, como não podia ser diferente, “a ênfase dos investimentos se volta às atividades relacionadas ao agronegócio. Em Rondonópolis, por exemplo, existe um enorme poder na agroindústria que permite o desenvolvimento de empresas que atuam em diversos ramos, desde concessionárias de tratores até fertilizantes”.

Apesar do DNA do Estado calcado no campo, há uma diversidade de investimentos acontecendo por todo o Estado. “É interessante notar que o crescimento acelerado da economia de Mato Grosso nos últimos anos alavancou uma quantidade significativa de negócios, como por exemplo, no setor imobiliário, que teve um grande número de lançamentos em loteamentos urbanos, shopping centers e incorporações de prédios residenciais”, frisa Delgado. E as perspectivas de bons negócios são inúmeras. No comércio varejista, por exemplo, há oportunidades interessantes de abertura de lojas franqueadas, assim como lojas de departamentos e redes de varejo, com destaque para os ramos de alimentação e farmacêutico.

“As maiores oportunidades estão concentradas na capital, Cuiabá, e nas cidades polo de desenvolvimento regional, com destaque para Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde e Tangará da Serra. É importante observar, porém, que há uma movimentação econômica crescente em várias regiões do Estado, principalmente nas novas fronteiras agrícolas”, destaca Delgado.

No setor de serviços, negócios envolvendo saúde e educação despontam como os mais promissores. E o setor de infraestrutura também sinaliza um grande potencial, com destaque para as obras de rodovias e ferrovias em implantação ou expansão no Estado.

“Os empresários estão apostando no crescimento e diversificação de seus negócios. Atualmente, somente em Mato Grosso, estamos realizando, através da B2L Investimentos, quatro negócios que envolvem investimentos/parcerias em empresas e projetos locais. São dois negócios de investimento em projetos de energia renovável (pequenas centrais hidrelétricas), um negócio de investimento em armazenagem de grãos e um negócio de venda de uma rede de lojas de varejo”, revela parcialmente o sócio da B2L.

A B2L - Todos os meses os seus 47 sócios, oriundos de 24 estados - que abrangem cerca de 100 municípios brasileiros - se reúnem para discutir estratégias, projetos e, principalmente, como podem servir de ‘ponte’ junto a investidores e companhias de médio porte para alavancar negócios.

De acordo com o CEO da B2L, Rodrigo Bertozzi, “o crescimento de Mato Grosso é surpreendente, o que torna as empresas da região – com perfil quase sempre familiar - visíveis e alvo de produtos financeiros a que antes não tinham acesso. É aí que a B2L atua: essas empresas entram no radar dos fundos de investimentos”, destaca.

Atualmente a B2L Investimentos S.A tem aliança com 18 fundos de investimentos venture e private equity e 13 empresas de grande porte e também com 17 outros fundos especializados em angel capital e seed capital.

“A B2L se consolidou como referência de inteligência para estes investidores por conhecer os movimentos das médias empresas regionais. Para se ter uma ideia, estamos presentes em 63 dos 100 melhores municípios para se fazer negócios do Brasil, que inclui Rondonópolis (MT), Parauapebas (PA), Imperatriz (MA), Jaraguá do Sul (SC) e assim por diante. Eliminamos assim a concentração em SP e RJ. Somos condutores de crescimento das médias empresas, seja em Mato Grosso, seja nos outros estados do país”, conclui o CEO da B2L.

 


Leia notícia na íntegra